Como está a saúde financeira do seu negócio?

<![CDATA[Para manter a saúde financeira do seu negócio em dia é preciso voltar atenção a diferentes obrigações que envolvem a quitação de tributos, encargos trabalhistas, emissão correta de notas fiscais, dentre outras. Daí a importância em ter uma boa assessoria tributária.

Desorganização contábil – Riscos

Se sua empresa deixa de pagar ou não paga os impostos em dia, desconhece as obrigações trabalhistas inerentes a cada um dos tipos de contratos e contratações estabelecidos ou ainda ignora qual o regime de tributação é mais adequado, saiba que ela não anda bem de saúde.
De início essas situações podem não parecer tão problemáticas, mas com o passar do tempo, elas colocam em risco não apenas as finanças da empresa, como também sua própria existência, já que podem levá-la à falência.
Assim, os principais riscos em ter o setor de contabilidade da empresa desorganizado ou mal gerido são:

  • Processos trabalhistas decorrentes da não quitação de encargos;
  • Prejuízos causados pelo pagamento de impostos indevidos, principalmente quando a companhia não está enquadrada no regime tributário correto;
  • Prejuízos gerados por multas e taxas relativas aos impostos pagos em atraso;
  • Emissão incorreta de notas fiscais;
  • Falência decorrente a problemas tributários.

Vale lembrar que empresas de todos os portes, quando mal administradas contabilmente, estão suscetíveis a riscos como esses e para evitá-los é imprescindível dispor dos serviços prestados pela assessoria tributária e seu principal profissional, o contador.

O papel da assessoria tributária

Para entender melhor a importância da assessoria tributária no que se refere à manutenção da boa saúde financeira dos negócios, elencamos suas principais áreas de atuação e o papel desempenhado por ela:

  • Assessoria fiscal

Ao registrar uma empresa como Sociedade Limitada, Micro Empresa ou Eireli, por exemplo, não se está apenas definindo seu porte, capital inicial e a existência ou não de sócios (gestão), mas também o regime tributário no qual ela deverá ser enquadrada.
No Brasil há três tipos de regime tributário: Simples Nacional, Lucro Presumido e Lucro Real. A depender da área de atuação da empresa e o modelo com o qual ela foi registrada é preciso arcar com determinados impostos a serem pagos periodicamente;

  • Impostos públicos

Também é papel da assessoria tributária cuidar para que o pagamento de tributos seja realizado corretamente e nas datas estipuladas, além disso, é ela quem deverá supervisionar e revisar as informações contidas nas notas fiscais para que não haja erros.
Dessa forma, evita-se o pagamento de multas e taxas por atraso, além de complicações para reemitir boletos ou refazer o cálculo de valores. Para saber mais sobre o tema, confira nosso artigo sobre os 04 erros fatais com impostos que sua empresa não pode cometer;

  • Encargos trabalhistas

Uma empresa com funcionários deve estar sempre atenta para manter os encargos trabalhistas em dia, por isso, é papel da assessoria tributária supervisionar a quitação dos tributos relativos a eles, como o repasse de verbas para o FGTS e INSS.
Além disso, o contador é responsável por confeccionar e revisar as folhas de pagamento, fazer os cálculos relativos ao pagamento do 13º salário, férias, licença maternidade e de verbas rescisórias em casos de demissões com ou sem justa causa.
Ao fazer isso, é possível evitar problemas judiciais, além de manter a equipe de funcionários mais motivada, afinal, assisti-la em seus direitos é uma forma de valorizá-la. Confira também outras 03 dicas de como evitar processos trabalhistas e as dores de cabeça causadas por eles.

Mantendo a saúde dos negócios

Ao cuidar da área tributária de sua empresa é possível conduzir os negócios com mais tranquilidade e segurança, afinal, uma série de problemas e prejuízos são evitados quando a contabilidade e os tributos estão realmente em dia.
A Gaffa Contabilidade disponibiliza os melhores profissionais para garantir a saúde dos seus negócios, além de orientar sobre como reduzir o impacto dos impostos na empresa por meio de leis de incentivo e dar o suporte necessário em auditorias, questionamentos e fiscalizações.]]>

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Print
Email