SUA EMPRESA TEM DÉBITOS NO INSS? É BOM REGULARIZAR

<![CDATA[A existência de débitos no INSS pode ser altamente prejudicial para sua empresa, afinal, pagamentos feitos a menor podem acarretar no pagamento de multas, juros e taxas, além de impedir a recuperação de créditos tributários, que sempre ajudam a levantar o caixa de giro.

Por que as empresas têm débitos no INSS?

O maior motivador para que as empresas tenham débitos no INSS é o desconhecimento sobre as regras que regem a incidência da alíquota do INSS sobre os valores declarados na folha de pagamento e não são raros os casos em que quitação desse tributo é feita a maior.
Isso ocorre porque a alíquota do INSS, fixada em 20%, deve cair apenas sobre as verbas salariais, ou seja, aquelas que dizem respeito ao trabalho realizado, como a remuneração mensal, adiantamentos salariais, gorjetas e comissões.
Em oposição às verbas salariais, existem as indenizatórias, que são direito do trabalhador, mas não devem ser taxadas pelo INSS, a exemplo do um terço acrescido sobre as férias remuneradas, licença maternidade, aviso prévio, auxilio-alimentação, horas-extras e abonos.
O problema é que ao não ter conhecimento sobre estes aspectos tributários, é comum que o INSS seja calculado com base no valor total pago aos colaboradores, o que pode incluir verbas salariais e indenizatórias e aí, então, corre o pagamento feito além do devido.
Outra questão é a existência de débitos por desatenção, omissão ou esquecimento da incidência da alíquota do INSS, que pode gerar uma série de problemas e impedimentos para sua empresa, por isso, a regularização é mais do que necessária.
O que nós da Gaffa recomendamos é a realização de uma auditoria fiscal detalhada para compreender melhor a situação tributária da empresa, que deverá levar em conta não apenas os débitos, mas também checar se houve pagamentos feitos indevidamente.

Recuperação de créditos tributários pagos a maior

Mesmo empresas que devem hoje ao INSS, podem ter efetuado pagamentos a maior em outros momentos, daí a auditoria fiscal ser tão importante, pois é necessário compreender a real situação da companhia perante o Instituto Nacional do Seguro Social.
Assim, vale a pena entender mais de perto como os débitos no INSS podem ser regularizados e como aproveitar os benefícios da recuperação de crédito:

  • A recuperação de crédito só pode ser efetuada por empresas que estão em dia com o INSS, por isso, a primeira etapa deste processo é identificar a existência de débitos e quitá-los para deixar tudo em dia;
  • Em seguida, é possível analisar as folhas de pagamento de todos os funcionários, ativos ou inativos, dos últimos cinco anos para identificar a existência de pagamentos feitos a maior que poderão ser revistos;
  • O processo de recuperação de créditos é, em geral, administrativo, para tanto, basta apresentar os formulários e documentos necessários para efetivá-lo. É preciso pontuar aqui que os valores pagos a maior voltarão para a empresa no formato de créditos;
  • Os créditos poderão ser usados para abater impostos futuros e, assim, gerar mais economia e caixa de giro para a empresa, o que é sempre bem-vindo em qualquer momento do negócio.

Em dia com o Fisco

Os profissionais da Gaffa atuam lado a lado com empresas de todos os portes e estão sempre à disposição para sanar dúvidas de gestores e colaborar para que elas estejam sempre em dia com o fisco e evitem problemas futuros e prejuízos.
A regularização dos débitos no INSS é um procedimento que pode ser feito de forma rápida e sem estresse quando efetivado por nossos profissionais, que possuem experiência não apenas no que tange os tributos, mas também os diferentes modelos de negócio do Brasil.
Ademais, a quitação de débitos abre portas para fazer a recuperação tributária, que, como apontado, traz uma série de benefícios para a saúde financeira da sua empresa.]]>

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Print
Email