COMO FUGIR DOS 21% DE EMPRESAS QUE QUEBRAM NO PRIMEIRO ANO

<![CDATA[Escapar dos índices de empresas que quebram no primeiro ano é o que todo empresário e empreendedor desejam.
Afinal, todos os anos milhares de empresas surgem no país, porém, muitas delas não sobrevivem por muito tempo.
Isso acontece por alguns fatores que podem atrapalhar o crescimento empresarial e atrapalhar o sucesso nos negócios.
Por isso, é necessário entender os motivos desses índices e realizar algumas ações para que sua empresa sobreviva aos desafios e consiga prosperar em meio a tanta concorrência.
Esse artigo foi preparado para abordar sobre o assunto e apresentar dicas de como fugir da porcentagem de empresas que não conseguem se manter e não duram mais de um ano. Continue a leitura e saiba mais!

O que dizem os dados sobre empresas que quebram no primeiro ano

Segundo dados de um estudo realizado em 2019 pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), chamado Demografia das Empresas e Estatísticas de Empreendedorismo, existem mais empresas fechando do que abrindo no país.
Apesar de haver queda na porcentagem e de algumas regiões obterem melhora no mercado financeiro, ainda é muito alto o índice de empresas que quebram no primeiro ano, chegando a 21%, de acordo com as pesquisas.
Além disso, o estudo mostra que metade das empresas acaba fechando as portas antes mesmo de completar quatro anos.
Na maioria das vezes, são empresas menores que acabam por entrar em falência, porém, até mesmo aquelas já estruturadas podem correr o risco, por conta de alguns fatores, como:

  • Problemas estruturais e financeiros;
  • Falta de uma gestão adequada;
  • Ideias que não suprem as necessidades do mercado;
  • Falta de planejamento financeiro e uso desregrado dos recursos;
  • Dificuldade em delegar responsabilidades, pois muitos empreendedores e empresários querem realizar diversas atividades sozinhos;
  • Resistência a mudanças, ou seja, o empreendedor não consegue se adequar e mantém a estratégia falha.

Por isso, é preciso tomar algumas atitudes para conseguir manter a empresa sobrevivendo e, além disso, crescendo a cada ano.

Dicas para fugir das estatísticas

Para fugir das estatísticas ruins, das empresas que quebram no primeiro ano, preparamos algumas dicas importantes:

  • Gestão organizacional: é essencial pensar em controle de estoques, de entradas e saídas, vendas, fluxo de caixa, controle fiscal e financeiro, utilização de ferramentas que facilitem processos, entre outros, além da gestão de pessoas. Para isso, é possível contar com a ajuda de uma assessoria contábil, como a da GAFFA;
  • Estrutura: é preciso pensar em questões estruturais da empresa, local de trabalho, estratégias da organização das equipes etc.;
  • Investimento: começar um negócio precisa ser algo feito com muito planejamento, principalmente financeiro, afinal, é preciso entrar com recursos, pensar em gastos e lucros, investir dinheiro e verificar as variáveis do mercado;
  • Publicidade: não se pode esquecer que o investimento em publicidade também é muito importante, pois ajuda na divulgação da sua marca, no engajamento e na captação de novos clientes;
  • Gestão contábil: a contabilidade da empresa pode ser um desafio para muitos que estão iniciando os negócios, por isso é importante contar com uma boa gestão, realizada por uma assessoria qualificada, como a da GAFFA.

Assim, com todo o planejamento e investimento necessários, você pode evitar os riscos de perder dinheiro e fechar sua empresa.

Importância da saúde financeira da empresa

Além dos fatores citados para evitar fazer parte dos 21% de empresas que quebram no primeiro ano, a saúde financeira da empresa também é muito importante.
Afinal, é preciso cuidar de detalhes burocráticos, seguir normas para regulamentação e cuidar para que as finanças da empresa estejam sempre em dia.
Para isso, você pode contar com uma assessoria de um escritório de contabilidade, como a Gaffa contabilidade,  pronto para auxiliar na gestão financeira e patrimonial, no controle de obrigações fiscais e cumprimento das obrigações.
Esses são fatores muito importantes e decisivos para manter a saúde financeira do seu negócio.
Um fluxo de caixa equilibrado, obrigações com órgãos públicos e impostos em ordem e dados precisos para te auxiliar na tomada de decisão trazem a tranquilidade para que você possa investir no crescimento do seu negócio.
Chegou o momento de realizar as mudanças na gestão de seu negócio para que você não faça parte dessa desastrosa estatística.
Precisa de ajuda? Conte com o time de profissionais especializados e experientes da Gaffa contabilidade, para isso entre em contato clicando aqui.]]>

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Print
Email