POSSO ABRIR MAIS DE UMA EMPRESA NO MEU NOME?

Essa é uma das inúmeras questões recorrentes na vida dos empreendedores brasileiros da atualidade: posso ter mais de uma empresa no meu nome? Isso é burocraticamente correto? Quais as implicações?

Ter um negócio próprio é tanto um motivo de preocupação – afinal, administrar uma empresa não é algo fácil -, quanto de felicidade, já que existem segmentos tão recompensadores que a, ainda pouco conhecida, ação de “ter mais de uma empresa no meu nome” torna-se realidade.

Os processos de abertura de uma ou mais empresas podem envolver uma série de burocracias e regras e, portanto, demanda um passo-a-passo que merece muita atenção e cuidado.

Por esse motivo, o acompanhamento de uma assessoria contábil experiente pode ser uma excelente alternativa para torna-los mais fáceis e compreensíveis, além de esclarecedores quanto às regras de cada categoria.

Para isso, existem empresas especializadas em um dos segmentos estritamente necessários para quem precisa deixar o negócio em ordem: a contabilidade!

 

Mais de uma empresa no meu nome – Conheça os impedimentos

 

Poder abrir mais de uma “empresa no meu nome” vai depender muito de qual o segmento do seu negócio, tanto da empresa atual quanto daquela que você ainda deseja abrir.

Quando falamos de um MEI (Microempreendedor Individual), por exemplo, o limite para a abertura de empresas de maneira formal é de apenas uma. Todavia, a resposta para a pergunta principal é SIM – ainda que existam algumas especificidades importantes.

Mas afinal, quais são as regras a serem seguidas em cada modalidade? Confira:

  • Empresário Individual (EI)

Para esse caso, não é possível abrir outra empresa na mesma modalidade, no entanto, é possível participar do quadro de outras empresas (Ltda.), além da possibilidade de abrir uma empresa EIRELI.

No caso do EI, também é importante verificar se o seu tipo de atividade é permitido na modalidade, já que ela não atende a todas as profissões.

  • Empresário Individual de Responsabilidade Limitada (EIRELI)

A lógica da modalidade anterior se repete aqui, ou seja, não é possível abrir duas EIRELI com o mesmo nome, mas pode-se abrir empresas em outras modalidades como: EI e a participação no quadro social de quantas Ltda. forem possíveis.

Ainda assim, é preciso se atentar a alguns detalhes, como quando essas empresas passam a ser enquadradas na modalidade Simples Nacional.

  • Simples Nacional

Aqui, é possível ter duas ou mais empresas com o mesmo nome, todavia, é preciso considerar o limite máximo do Simples Nacional – assim, o faturamento de todas as empresas não pode passar de R$ 4.800.000,00.

  • MEI (Microempreendedor Individual)

No caso do MEI, não é possível ser proprietário (a) de qualquer outro tipo de empresa, por isso, para participar ou ser sócio de uma limitada, deve-se iniciar um processo de desenquadramento do MEI.

Importante lembrar que algumas atividades não são permitidas via MEI, por exemplo, dentistas, fisioterapeutas e advogados – nesses casos, o profissional deverá exercer suas atividades de forma autônoma ou como contratado (CLT).

  • Sócios

No caso de o empreendedor pretender ser sócio, é preciso se atentar se a empresa é uma Sociedade Anônima (S/A) ou Sociedade Limitada (Ltda.) – aqui não há limitação. Só há restrição se as empresas forem do regime de tributação do Simples Nacional.

Com tantas especificidades fica fácil entender a importância de ter uma assessoria contábil.

Com serviços diversos na área de plano de contas, análise de documentação, balanço patrimonial, balancete econômico, inventário, declaração de Imposto de Renda e outras normas contábeis específicas, a Gaffa contabilidade é capaz de atender seus clientes com total rigor técnico e personalização.

Vai iniciar um novo negócio? Entre em contato conosco e conte com nossa assessoria completa. Clique aqui

Facebook
Twitter
LinkedIn
WhatsApp
Telegram
Print
Email